Vírus no Linux

By | 03:09 Leave a Comment

As estimativas variam, mas em geral acredita- se que existam 100 a 500 vírus de Linux por aí . O pequeno número de vírus para Linux existente nunca resultou em um surto significativo . Em comparação com a grande quantidade de vírus e pragas em plataformas baseadas no Windows , o volume de vírus de Linux é insignificante. Então, isso nos leva a duas perguntas: Porquê temos tão poucos vírus para Linux e qual a razão do mercado esta oferecendo antivírus para Linux.
A resposta para a primeira pergunta tem muito a ver com as diferenças entre Linux e Windows. O Linux é um ambiente hostil para vírus, porque o modelo de acesso controlado multi- usuário não permite a instalação de um programa sem autorização.
Vejamos um exemplo:
Os ataques de vírus, muitas vezes começam com a vítima recebendo um email contendo um anexo malicioso. Se o usuário tentar executa-lo em uma plataforma Windows, ele será executado sem interceptação, e o pior que isso, alguns vírus inteligentes baseados em Windows nem sequer exigem que o usuário execute o anexo, podem ser ativados por mera leitura do e-mail que o contenham.
Vamos comparar isso a um ataque similar em um Linux. Em primeiro lugar, o anexo simplesmente não será executado por causa do modelo de permissões do Linux. O arquivo deve ter permissões de execução para executar, então o nosso usuário precisa retirar o anexo e alterar suas permissões antes de executá-lo. Mas ainda não há garantia de que o acessório irá infectar o seu computador pois a instalação só faz com o acesso do usuário executando-o. A menos que o usuário fique logado como root o tempo inteiro, mas isso nem uma distribuição Linux permite.
Todos sabemos que o sistema Linux é difícil de infectar, mas algumas empresas de segurança, estão vendendo a ideia de que existem ameaças quando se usa ambientes Linux e Windows. Nesses ambientes os arquivos podem ser compartilhados entre as máquinas.
Um arquivo infectado pode não ser capaz de prejudicar a área de trabalho Linux, mas se esse mesmo arquivo for compartilhado da máquina Linux para a maquina Windows ao ser executado na segundo sistema a máquina será contaminada, pois o Windows é muito vulnerável.
Sabendo deste risco os especialistas de Linux afirmam não ser necessário a instalação de antivírus
juntamente com sistemas Linux, ao compartilhar os dois sistemas distintos faz mais sentido o antivírus no Windows e se cercar de todos os cuidados neste sistema.
Escolha um bom firewall senhas fortes para garantir que qualquer invasor seja bloqueado, e não se esqueça mantenha ambos os sistemas atualizados.
Por último, é sempre importante notar que a segurança não é um produto ou estado, saiba que segurança virtual é um processo com um ciclo de vida. Mantenha-se informado das ameaças para garantir que você tenha uma compreensão das tendências no desenvolvimento de vírus, especialmente se qualquer uma dessas tendências tenha potencial para afetar a plataforma Linux.


Autor: James Turnbull
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
Postar um comentário